Os 7 países que mais investem em energia solar

A busca por fontes renováveis de energia é essencial para a adoção de uma postura sustentável em relação ao meio ambiente. Entre as alternativas mais utilizadas está o aproveitamento da energia da luz do sol. Segundo publicação da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), em 2015, as tecnologias para captação de energia solar receberam mais da metade de todo o investimento no setor de fontes renováveis.

A seguir, vamos conhecer 7 países que estão fazendo seu dever de casa quando o assunto é investir na adoção de fontes limpas para a produção energética.

China

De acordo com o relatório Global Trends in Renewable Energy Investment 2016, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), os chineses investiram um total de US$ 102,9 bilhões no setor de energia renovável em 2015. No mesmo ano, a China alcançou o posto de país com maior capacidade de produção de energia solar.

Atualmente o país pode gerar um total de 45 gigawatts (GW) a partir da luz do sol e o objetivo é aumentar essa capacidade para 150 GW até 2020!

Estados Unidos

Segundo o relatório da UNEP, dos US$ 44.1 bilhões que foram investidos em fontes renováveis de energia nos Estados Unidos em 2015, US$ 30,2 bilhões foram destinados ao setor de energia solar. É uma parcela bastante significativa, que confirma a importância dessa fonte renovável na composição da matriz energética americana.

Japão

Após o acidente na usina nuclear de Fukushima, em 2011, o governo japonês passou a direcionar muitos recursos para a geração de energia a partir de fontes renováveis. Dados da IRENA apontam que os japoneses já contam commais de  25 GW de capacidade de geração de energia solar, com projetos para uma capacidade total de quase 80 GW no futuro!

Reino Unido e Alemanha

Em 2015, na Europa, um total de US$ 15,8 bilhões foi direcionado ao aproveitamento da energia solar, segundo a UNEP. O Reino Unido e a Alemanha foram os países europeus que investiram as maiores verbas em fontes renováveis de energia. Vale lembrar que a Alemanha é a segunda maior potência na geração de energia solar, perdendo apenas para a China.

Índia e Brasil

A UNEP destacou que países em desenvolvimento passaram a destinar mais verba para a geração de energia limpa do que países desenvolvidos, em 2015. A Índia investiu um total de US$ 4,6 bilhões em captação de energia solar. Já o Brasil, que tem um grande potencial para aproveitar a energia que vem da luz do sol, está recebendo grandes estímulos do Ministério de Minas e Energia.

Com o aumento dos investimentos no setor, espera-se que o nosso país esteja entre as 20 maiores potências de geração de energia solar em 2018. Sol para isso a gente tem, não é?

Viu só como a utilização da energia solar já é uma prática cada vez mais comum em diferentes partes do mundo? Para continuar por dentro do assunto e tirar possíveis dúvidas, siga nossa página no Facebook!