História: o surgimento das soluções em energia solar

Assim como todas as grandiosas criações mundiais, as soluções em energia solar também tiveram seu pontapé inicial. Mas se você imagina que o sistema fotovoltaico nasceu da forma como é utilizado hoje, está muito enganado. Várias pesquisas, descobertas, testes e ideias vieram antes dele existir. Acompanhe o apanhado detalhado de informações que a Instalo Solar realizou, neste post, sobre a História da Energia Solar.

antonio-garcia-339626-unsplash.jpg

Que se faça a luz!

Nos primórdios mais remotos de que se tem registros, a luz solar já era muito bem recebida pelos habitantes do nosso planeta. Ela era fonte indispensável de energia para fazer fogo, aquecer casas e também a água. Pode parecer pouco, mas esses foram os primeiros sinais que demonstraram a capacidade energética preciosa que esta fonte possui.

Lá no Séc. XIX

Em 1839, o físico francês Alexandre Edmond Becquerel descobriu o efeito fotovoltaico, após realizar algumas experiências electroquímicas que conduzia. Por volta de 1873, o engenheiro eletricista inglês Willoughby Smith descobriu a fotocondutividade do selênio, que mais tarde, faria extrema diferença para o surgimento das células solares. Mas todo esse avanço, que já ocorria no século em questão, ainda não era suficiente. Adams e Richard Day, em 1877, desenvolveram o primeiro dispositivo sólido, com um filme de selênio, para foto-produção de eletricidade, com uma eficiência de conversão em torno de 0,5%. Ufa! Quanta coisa pra um século, não?

As primeiras células solares

Finalmente, em 1883, o americano Charles Fritts construiu as primeiras células solares. Ele aumentou a eficiência de foto-produção para 1% após algumas experiências realizadas com um filme fino de ouro e selênio.

A era moderna da energia solar

E o silício entra nessa história toda em 1954, quando o físico químico estadunidense Calvin Fuller, realizou um processo de dopagem da substância. Embora a invenção da primeira célula solar de silício tenha sido creditada ao engenheiro americano Russell Ohl, ela possuía alguns problemas técnicos que foram superados pelas soluções de Fuller, chegando a atingir uma eficiência de 6% de foto-produção.

E fim… não, calma!

Com o desenvolvimento das células fotovoltaicas, a partir dos desdobramentos históricos citados, a tecnologia levou as soluções em energia solar a caminhar rumo a uma longa jornada. Os sistemas fotovoltaicos representam um grande avanço, no âmbito das energias alternativas, mas ainda há muito o que ser desenvolvido no segmento. Sendo assim, a história não acaba por aqui. Nos resta acompanhar os próximos capítulos deste precioso invento e colaborar para que cada dia, mais pessoas, se tornem adeptos desta fonte de energia.

american-public-power-association-430841-unsplash.jpg

Gostou do conteúdo do nosso blog? Se tiver alguma dúvida ou desejar solicitar um orçamento sem compromisso, entre em contato com a gente. Teremos o maior prazer em atendê-lo.